GadgetBrasil

Novidades em tecnologia e soluções em conectividade.

Aqui você encontrará as maiores novidades em tecnologia.

POP 015 - Aferição da Pressão Arterial


1. Objetivo: padronizar o procedimento de aferição da pressão arterial.

2. Áreas envolvidas: área de atenção farmacêutica.

3.Responsabilidades: é de responsabilidade do profissional farmacêutico a monitorização da pressão arterial.

4. Material necessário: monitor de pressão arterial semi-automático.

5. Procedimentos:  
  • Realizar a assepsia das mãos conforme POP 001.
  • Explicar o procedimento ao cliente.
  • Certificar-se de que o cliente não está com a bexiga cheia, não praticou exercícios físicos e não ingeriu bebidas alcoólicas, café, alimentos ou fumou até 30 minutos antes da medida.
  • Deixar o cliente descansar por 5 a 10 minutos em ambiente calmo, com temperatura agradável.
  • Retirar qualquer roupa que aperte o braço do cliente.
  • A pressão arterial é medida com o cliente sentado, com o braço repousado sobre uma superfície firme. O esforço do usuário para apoiar o seu braço poderá aumentar a pressão sangüínea. Se a braçadeira ficar consideravelmente abaixo ou acima da altura do coração, será medida uma pressão arterial erroneamente alta ou baixa. Uma variação de 15 cm entre a braçadeira e a altura do coração pode resultar num erro de leitura de 10 mmHg. Braçadeiras que não se ajustam adequadamente produzem medições incorretas. A seleção do tamanho, que é de extrema importância, irá depender da circunferência do braço a qual se destina. As braçadeiras possuem impressa a faixa de variação de circunferências de braço a qual se destinam. A braçadeira padrão que acompanha o monitor se adequa a braços com circunferências situadas entre 22 a 32 cm. Uma braçadeira frouxa, apertada demais ou mal posicionada produz medições incorretas. Medições repetidas sem intervalos de descanso fazem com que o sangue acumule no braço. Isso pode levar a resultados incorretos. As medições devem ser feitas depois de um repouso de cinco minutos para assegurar a sua exatidão.
  • Tomar as medições sempre no mesmo horário do dia, já que a pressão sangüínea muda com o decorrer do dia, e sempre no mesmo braço.
  • Passar a extremidade da braçadeira pelo anel de metal de modo que ela dê uma volta. O fecho de velcro deverá ficar virado para fora.
  • Colocar a braçadeira sobre o braço de modo que o tubo fique próximo ao antebraço.
  • Certificar-se de que a extremidade inferior da braçadeira fique aproximadamente entre 2 e 3 cm acima do cotovelo e de que o tubo está mais próximo da parte interna do braço.
  • Ligar o instrumento pressionando o Botão Liga / Desliga / Memória. Vários ícones irão aparecer no visor durante dois segundos: Dois sinais sonoros curtos seguirão para indicar que o instrumento está pronto. O mostrador indicará um “0”.
  • A pera deverá ser inflada pressionando continuamente a pera até uma pressão de pelo menos 40 mmHg acima da pressão sistólica esperada. Se você não souber o valor dessa pressão, inflar até um valor aproximado de 160 – 180 mmHg. A pressão da braçadeira é indicada continuamente no visor.
  • Após ter terminado de inflar a pera, peça ao cliente permanecer sentado numa posição quieta e relaxada. Nesse momento a medição prossegue sozinha.
  • Caso não ocorra qualquer medição e aparecer somente no mostrador uma seta apontada para cima piscando, pressione novamente a pera e infle a braçadeira até conseguir uma pressão de 20 mmHg maior que o início. A instrução para inflar mais poderá aparecer várias vezes se a pressão ainda não for suficiente.
  • Quando o instrumento detectar a freqüência cardíaca, o símbolo do coração começará a piscar no visor e poderá ser ouvido um sinal para cada batimento do coração e após a medição for concluída soará um sinal longo. Os valores da pressão arterial sistólica e diastólica medidos, bem como o da freqüência cardíaca, serão mostrados então. A pressão da braçadeira poderá, então, ser rapidamente liberada, pressionando-se a válvula de deflação.
  • Anotar a pressão obtida na carteirinha de controle da pressão do cliente.
  • Registrar o procedimento em livro específico.
  • Entregar ao cliente a declaração de serviço farmacêutico realizado.
  • A pressão arterial é muito alta se, em repouso, a pressão diastólica for superior a 90mmHg e/ou a pressão sistólica for superior a 160mmHg. Nesse caso, instruir o cliente a consultar o médico imediatamente. Medidas desse nível durante um longo período de tempo ameaçam o coração devido aos danos contínuos causados aos vasos sangüíneos do corpo.
  • Se a braçadeira for inflada demais (acima de 300 mmHg), irão aparecer no visor as letras “HI” e será ouvido um sinal sonoro de aviso. A pressão da braçadeira deverá ser imediatamente liberada com o uso da válvula de deflação, a braçadeira deverá ser retirada e aguardado pelo menos uns 5 minutos antes de iniciar outra medição.
  • Caso seja necessário interromper a medição da pressão arterial por qualquer razão, pressionar a válvula de deflação. O dispositivo diminuirá imediatamente a pressão da braçadeira. Para garantir medições adequadas, as medições não deverão ser feitas em seqüências com intervalos pequenos entre as mesmas. Esperar pelo menos um minuto antes de repetir uma medição.
  • Se ocorrer qualquer erro durante uma medição, a mesma será interrompida e será indicado um código de erro correspondente:
  • - ERR 1: A pressão sistólica foi determinada. O tubo de conexão da braçadeira pode ter se afrouxado ou o pulso pode não ter sido encontrado. Assegure-se de que as conexões da braçadeira estão firmes e de que a braçadeira foi colocada adequadamente.

    - ERR 2: Impulsos de pressão incomuns. Motivo: O braço foi movimentado durante a medição. Repita a medição mantendo o braço parado.

    - ERR 3: O tempo para inflar a braçadeira foi muito longo, a braçadeira foi incorretamente posicionada ou as conexões não estão firmes. Verifique as conexões, a posição da braçadeira e repita a medição com o braço parado.

    - ERR 5: A diferença entre a pressão sistólica e diastólica é excessiva. Meça novamente, com cuidado, seguindo os procedimentos adequados para a braçadeira e faça a medição em condições tranqüilas.

    - HI: A pressão na braçadeira está muito alta (superior a 300 mmHg) ou o pulso é demasiadamente alto (superior a 200 BPM). Aguardar por cinco minutos e repita a medição.

    - LO: A pulsação está muito baixa (inferior a 40 batimentos por minuto) ou está abaixo da pressão mínima que o instrumento mede (30 mmHg). Repita a medição seguindo cuidadosamente as instruções.
  • Para a manutenção do aparelho não expô-lo a temperaturas muito elevadas, umidade, poeira, ou à luz do sol direta. A braçadeira contém uma bolsa de ar (manguito) muito sensível. Manusear com cuidado e evitar qualquer tipo de compressão, torção ou dobra. Limpar o aparelho com um pano macio seco. Manchas na braçadeira poderão ser removidas cuidadosamente com um pano umedecido com água e espuma de sabão neutro. Manusear o tubo de conexão com cuidado. Não o puxe. Não permita que ele seja torcido ou colocado sobre superfícies cortantes. Não deixe o monitor cair e nem o trate de maneira rude. Evite vibrações fortes.

6. Referências Bibliográficas:

1. Manual do Usuário Monitor de Pressão Arterial Semi-Automático Pro Check.

2. MOTTA, A. L. C. Normas, Rotinas e Técnicas de Enfermagem. 4. ed. São Paulo: Iátria, 2006.

2 comentários: